Para realizar medições corretas continuamente, os equipamentos utilizados devem ser monitorados e calibrados regularmente. O período de tempo correspondente é conhecido como o intervalo de calibração. Os usuários de equipamentos frequentemente perguntam com que frequência a calibração deste equipamento é necessária.

Periodicidade de calibração

Não há uma única resposta correta para essa questão, porque a calibração sempre representa um instantâneo das condições reais, que depende de vários fatores, incluindo os seguintes:

  • A recomendação do fabricante;
  • A tendência das informações e dos dados obtidos em calibrações anteriores;
  • O histórico do instrumento de medição, registrado em relatórios de serviço;
  • A constância no uso;
  • As condições ambientais onde o equipamento está sendo usado;
  • A exatidão exigida dos instrumentos de medição.

Como deve ser a periodicidade de calibracão?

A resposta simples para esta pergunta: depende. Cada equipamento tem um requisito diferente com base em sua escala de uso. Por esse motivo, é altamente recomendável criar um cronograma de calibração para cada peça de equipamento. Embora isso pareça uma tarefa tediosa, é a melhor maneira de garantir que todos os equipamentos sejam calibrados quando necessário. Ao criar um cronograma para a calibração, você também deve considerar o seguinte:

Recomendações do fabricante

Nove de cada dez equipamentos médicos virão com uma recomendação do fabricante sobre quando calibrar o instrumento. Por exemplo, muitos fabricantes recomendam calibrar uma pipeta a cada 6 meses, dependendo do uso. Embora essas recomendações ofereçam um ótimo começo para criar a frequência certa, é importante manter outros fatores.

Problemas no equipamento

Às vezes, o trauma do equipamento é difícil de evitar. Por exemplo, um equipamento médico pode sofrer uma grande queda ou impacto físico que pode interferir no desempenho do equipamento. Se algo semelhante acontecer com seu equipamento, é crucial que você faça uma nova calibração antes do uso.

O equipamento também pode sofrer problemas com sobrecargas internas. Essas sobrecargas podem ocorrer devido a um alto volume de uso. Para garantir que o equipamento esteja com a capacidade mais alta após uma sobrecarga, é importante recalibrar o equipamento antes de continuar o uso.

Para garantir que o equipamento seja preciso, confiável e, acima de tudo, seguro, a calibração deve ser realizada com frequência. No final, a falha de equipamentos pode gerar custos financeiros mais altos, mais do que calibrar seu equipamento mais de uma vez por ano.